Castelo de Wawel

Castelo de Wawel

Majestoso sobre a Colina de Wawel ao lado da margem do Vïstula, o Castelo de Wawel é um dos complexos arquitetônicos mais valiosos do mundo e o símbolo mais representativo da Polônia

Wawel no passado

A Colina de Wawel esteve habitada desde o Paleolítico e milhares de anos depois foi construído no local um castelo de estilo gótico que se tornou a primeira residência dos reis da Polônia. Com o passar dos anos, o castelo foi se remodelando e adquiriu um caráter renascendista.

Com a mudança da capital a Varsóvia, o castelo caiu em abandono, sendo saqueado pelo exército prussiano e ocupado pelos austríacos, que o transformaram em um importante ponto de defesa. Foram construídas muralhas e o interior do castelo foi modificado para sua nova função. Com a chegada da Segunda Guerra Mundial, o palácio se tornou a residência do governador geral da Polônia Ocupada.

Depois de tantos e tão intensos acontecimentos, o castelo foi reconstruído na medida do possível e atualmente é um dos lugares mais visitados da cidade.

O que ver em Wawel

O Castelo de Wawel é bastante extenso e conta com diversos pontos turísticos. Esses são os lugares que podem ser visitados no alto da colina:

  • Catedral de Wawel: Considerada o centro espiritual da Polônia, a Catedral de Wawal é um símbolo da história da nação polaca. 
  • Museu Catedralício João Paulo III: Inaugurado em 1978 por Karol Wojtyla, o museu mostra diferentes objetos religiosos e valiosas insígnias reais. 
  • Caverna do Dragão: Conhecida em toda a Polônia, segundo a lenda esta caverna foi o lugar onde morou o Dragão de Wawel. A gruta conta com túneis de 270 metros de longitude e chega até a margem do Vístula, de onde se pode ver uma escultura do dragão.
  • Palácio Real: Primeira residência dos reis da Polônia, o Palácio Real de Wawel foi construído no século XI para se tornar um dos pontos chave na história do país. 

O Palácio Real está divido em diferentes estâncias que são visitadas separadamente:

  • Wawel Perdido: Localizada nos sótãos do palácio, esta exposição mostra o aspecto da colina há 1.000 anos. Além dos restos do castelo gótico, podemos ver diferentes objetos procedentes da Idade Média. 
  • Salas de Estado: A exposição principal do castelo inclui várias salas onde se conservam valiosas pinturas, móveis italianos do século XVI, belos tapetes, tetos de estuque e diversos elementos originais.
  • Apartamentos Reais: As salas pertencentes aos Apartamentos Reais só podem ser visitadas em uma visita guiada em inglês ou polaco, por isso se você não entender inglês, recomendamos visitar as Salas de Estado sem guia. 
  • O Tesouro da Coroa e o Arsenal: Ao longo de diversas salas são exibidas pedras preciosas, numerosas armas e armaduras e alguns objetos de grande valor como a espada de coroação dos reis polacos.
  • Museu de Arte Oriental: Essa seção localizada em antigas estâncias inclui alguns tapetes, sedas, cerâmica chinesa e porcelana japonesa.

Uma visita imprescindível

O castelo é uma das principais atrações de Cracóvia e sua visita não pode ser deixada de lado. Apesar de diversas construções terem sido destruídas no início do século XIX para a construção do quartel militar, o castelo conserva seu esplendor e ainda podemos ver os vestígios das antigas construções destruídas

O castelo recebe numerosas visitas, por isso o número de ingressos vendido por dia é limitado e com um horário estabelecido. No entanto, exceto se você chegar de última hora, não costuma haver problemas.

Horário

Geralmente das 9:30 às 16:00 ou 17:00 horas (cada parte do castelo tem horários diferentes).

Preço

Salas de Estado: Entre 16 e 20PLN (dependendo da época).
Apartamentos Reais: Entre 21 e 25PLN.
Tesouro da Coroa e Arsenal: Entre 16 e 20PLN.
The Lost Wawel: Entre 8 e 10PLN.
Arte oriental: Entre 7 e 8PLN.
Entrada gratuita: Às segundas-feiras de abril até outubro, das 9:30 às 13:00 horas, e nos domingos de dezembro até março, das 10:00 às 16:00 horas.

Transporte

Bonde: linhas 6, 8, 10, 13 e 18.